quarta-feira, 20 de junho de 2012

A ÁGUA É DE TODOS



A ÁGUA É DE TODOS

Passa por aqui fada Íris
nesta tarde nublada
traz a seira de palhinha
cheinha de mangos
com sabores da natureza

Senta-te no muro do fontanário
reparte os sabores da natureza
pela juventude do futuro
semente e arco íris
do beber outro amassar
de novos tempos socializados
de pão , paz, saúde e trabalho
para toda a humanidade

Na grafonola tecnológica
 toca em sequência de cores
o mambo italiano
o tango dos barbudos
a nini dos quinze anos
a estrela da tarde

A água corre escorreita no fontanário
ao som da algazarra rebelde
da juventude  entusiasmada
a refrescar  o arco íris de forças
com gotas do precioso néctar da natureza

Passa por aqui fada Íris
nesta tarde alterada de repente
em tormenta usurpadora
traz a seira de palhinha
cheia de candados de mãos resolutas
para defender as fontes e nascentes
da gula dos monstros da agiotagem financeira
que querem roubar a água
bem da vida de todos e para todos

Rua do Souto, 20 de Junho de 2012



Sem comentários:

Enviar um comentário